Seu Bebê come o suficiente para ele se desenvolver bem?

Acho que toda mãe se faz essa pergunta desde o início da introdução alimentar de seu filho com 6 meses. Será que meu filho está comendo o suficiente para se desenvolver bem? 



Bom, vou tentar responder essa pergunta. E tenho quase certeza que você ficará muito mais tranquila e segura depois de ler esse texto! 

Imagine um bebê que nasce e mama no peito exclusivamente (sem água, chás ou sucos) até os 6 meses de idade -  o cenário ideal e recomendado atualmente -. Ele mama em Livre Demanda, ou seja, sem horários determinados e sem restrição de tempo de mamada. Ele mama livremente. Ele sacia sua fome física, se nutri,  e também sacia sua necessidade de sucção não nutritiva, inato dos bebê o prazer da sucção. Um bebê feliz! 




Nós mães, não sabemos e nunca saberemos QUANTO esse bebê mama. Quantos ml de leite em cada mamada, quantas vezes por dia.  Tem dia que é mais, tem dias que são menos. Tem dias que ficam horas mamando, dias que ficam 5 minutos e logo largam o peito... nossa única certeza nesse momento é que CONFIAMOS nesse bebê, na sua capacidade de saber regular suas necessidades. Sabem quando estão com FOME e quando estão SACIADOS. 




Claro, vamos acompanhando o desenvolvimento desse bebê, não somente o ganho de peso e comprimento, mas sim o desenvolvimento geral desse bebê e se tudo bem, tudo dentro do esperado, nenhum ajuste precisa ser feito. Somente confiança e oportunidade desse bebê mamar o quanto ele quiser! 

Agora, refletindo sobre isso... por que um bebê ao chegar nos 6 meses de vida perderia essa capacidade de AUTO REGULAÇÃO???  Da noite para o dia ele não sabe mais quanto precisa comer para se desenvolver bem? Será que ele precisa nesse momento que alguém diga quanto precisa comer? Quantas colheradas? Quantas frutas? Quantos ml? NÃO, ele não precisa! 

Tudo bem, ele não fala ainda para dizer "Estou satisfeito", mas ele se comunica muito bem, com seus gestos, olhares e atitudes. Basta estarmos atento aos sinais, a conhecer esse bebê de forma completa, de estabelecer uma conexão única e estreita com esse bebê! Essa conexão vem desde o primeiro dia de vida desse bebê, e vai a cada dia ficando mais forte! CONFIE em você e no seu filho!




E se o bebê (por "N"motivos que não vem ao caso) não mama no peito, e sim em mamadeira? Sem problemas, se essa conexão for feita desde o princípio, esse bebê tem total capacidade de demonstrar seus sinais de fome e saciedade igualmente como o bebê amamentado ao peito.

Vamos deixar a neura de lado de tentar saber e decidir o QUANTO um bebê precisa comer! Vamos confiar! Vamos ter empatia! Se nós adultos não comemos a mesma quantidade todos os dias, por que um bebê precisaria? 

Curta esse momento de descobertas, deixe seu bebê livre para decidir o quanto comer! 

Comentários

  1. Oi Fabi. Sou mãe de 3 filhos, minhas filhas mais velhas seguiram o método de introdução alimentar tradicional, com papinha e sopinhas, porém meu caçula, Miguel, está com 6 meses e iniciando a IA e para minha surpresa ele não está aceitando, pesquisando na Internet descobri mais sobre BLW e vi uma luz no fim do túnel e seu blog está bem legal, continue ajudando mães a redescobrirem a IA para seus bebês. Parabéns! E continue a nos passar mais informações.

    ResponderExcluir

Postar um comentário